segunda-feira, 21 de julho de 2014

Soneto do poeta brasileiro - Lêdo Ivo






Não sou viril somente nas poesias.
Quero dormir contigo, pois teus pés
amassavam pitangas e trazias
no corpo inteiro a marca das marés.


Disseste que comigo casarias
amor na cama, beijos, cafunés.
Entre-sombras de carne oferecias
tão navegáveis como igarapés.


Minha morena até dizer que não,
o nosso amor demais me recordava
duas lagoas onde me banhei.


Sou macho e brasileiro, coração:
em teu olhar eu nu e forte estava
e foi assim, morena, que te amei.

3 comentários:

  1. Adoro poesias... essa é bem marcante! Parabéns pelo blog, estou te seguindo! www.pimentapimenta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Também estou ti seguindo Lisiê, parabéns pelo seu blog, abraços.

    ResponderExcluir
  3. Me amarro em Sonetos!
    Lindo esse! =)

    ResponderExcluir